Blog Luposeli

- Artigos

Clareamento Dental Caseiro

Clareamento Dental Caseiro: qual o método seguro?

Todos desejam dentes brancos e cada vez mais os consultórios odontológicos são procurados por pacientes que querem submeter-se ao clareamento dental. Sabe-se que o escurecimento dos dentes é provocado por manchas intrínsecas ou extrínsecas na superfície do esmalte. As manchas intrínsecas desenvolvem-se dentro dos dentes e podem ser ocasionadas pelo uso excessivo de antibióticos no período da infância ou grande exposição ao fluor. Por sua vez, as manchas extrínsecas desenvolvem-se na superfície dos dentes e são causadas por diferentes fatores, como presença de placa bacteriana e/ou tártaro, consumo exagerado de bebidas de forte coloração (café, chá, refrigerantes à base de cola etc) ou hábito de fumar.

No processo de clareamento dental busca-se a eliminação ou a diminuição dessas manchas, trazendo novamente o aspecto branco do sorriso. Mas como esse procedimento funciona? O esmalte dos dentes é composto em quase sua totalidade por minerais. Quando expostos aos produtos químicos branqueadores, os pigmentos causadores das manchas reagem, sendo quebrados em moléculas muito menores, visivelmente imperceptíveis.

Pacientes que apresentam manchas intrínsecas têm maior dificuldade em obter o resultado esperado. Já os que apresentam manchas extrínsecas encontram resultados mais promissores. A vantagem é que a maioria dos pacientes apresenta exatamente essas últimas, uma vez que são elas causadas, em sua quase totalidade, por hábitos do dia a dia. Sendo assim, existem dois processos para o clareamento de dentes escurecidos por manchas extrínsecas: o primeiro é feito no consultório odontológico (com ou sem o uso de laser) e o segundo é feito em casa, pelo próprio paciente, depois de realizada sua consulta odontológica.

clareamento dental caseiro em consultório

Os produtos utilizados nos dois casos são os mesmos, podendo ser peróxido de carbamida ou peróxido hidrogênico. No consultório, o procedimento pode ser feito em apenas uma sessão ou em mais, com ou sem o uso do laser. Em casa, o paciente utiliza-se de uma moldeira confeccionada pelo dentista de sua confiança; nessa moldeira é inserido o produto (em menor concentração quando em comparação à aplicação do consultório) e esta deve ser sobreposta aos dentes por cerca de uma hora geralmente durante algumas semanas (ressaltamos que a duração e o período exato só poderão ser fixados, caso a caso, pelo cirurgião-dentista). Os dois métodos podem apresentar a mesma efetividade, porém existem vantagens quando o procedimento é realizado em consultório: a rapidez, uma vez que é feito em menos tempo, e o conforto, já que o uso do laser diminui a sensibilidade pós-clareamento. Além disso, os pacientes terão supervisão profissional durante o procedimento.

Clareamento Dental Caseiro: consultório x mercado

Existem produtos que são comercializados em farmácias e supermercados e que possuem mecanismos de ação branqueadora, mas no entanto não possuem o mesmo poder de clareamento se comparados com a capacidade dos procedimentos executados em clínicas odontológicas. Além disso, algumas pessoas executam, em casa, medidas irresponsáveis por ouvirem falar de efeitos clareadores de algumas substâncias (água oxigenada e/ou bicarbonato de sódio, por exemplo). Por conta dessas questões, faremos aqui uma distinção entre o Clareamento Dental Caseiro Profissional – com acompanhamento de um especialista em odontologia e moldeira especializada – e o Clareamento Dental Caseiro Amador – com produtos comprados individualmente e por conta própria por aqueles que desejam clarear os dentes sem supervisão de um graduado da área odontológica.

Clareamento Dental Caseiro Profissional

O Clareamento Dental Caseiro executado com indicação e aconselhamento profissional é realizado com o gel clareador fornecido pelo cirurgião dentista. A moldeira que é entregue ao paciente é feita de forma personalizada com a moldagem da arcada do próprio paciente, totalmente diferente das moldeiras fabricadas indistintamente (que possuem tamanho único). Estas últimas não se encaixam muitas vezes nos dentes dos pacientes. Em alguns casos, a clínica Luposeli atua com os dois métodos em paralelo, sendo feito o clareamento no consultório com o laser/LED (leia mais neste outro artigo do blog) e com o fornecimento do gel e a moldeira para que o paciente complemente o tratamento em casa, visando atingir o melhor resultado possível.

clareamento dental caseiro profissional

Durante o período em que o paciente realiza o clareamento odontológico devemos nos atentar para algumas precauções, sendo elas:

  • não ingerir nenhum alimento ou bebida de cores escuras, tais como: vinho tinto, café, chá, molho vermelho, whisky, refrigerantes de cores fortes etc.
  • Não fumar
  • Escovar os dentes com creme dental branco ou incolor.
  • Usar somente enxaguatórios incolores.
  • Seguir as recomendações acima por 30 (trinta) dias após a última sessão.

Observação importantes:

A longevidade do clareamento dental caseiro ou profissional dependerá dos hábitos diários durante e após o tratamento. Quanto mais se evitar café, cigarro e vinho tinto, bem como outras substâncias de cores fortes, maior será sua duração.

Clareamento Dental Caseiro Amador

Muitas vezes, por falta de orientação especializada, algumas pessoas compram os produtos com capacidades branqueadoras que são comercializados em farmácias e supermercados e os utilizam sem a devida indicação; algumas vezes abusando destes produtos ou não fazendo o uso de forma adequada. O resultado é que eles acabam não sendo completamente eficazes no processo de quebra das manchas escurecedoras (como o é em procedimentos via consultório). Alguns desses produtos podem, sim, ser eficientes para a conservação do sorriso branco pós-clareamento profissional, mas dependem da instrução e aplicação adequada.

Existem também casos de pacientes que, irresponsavelmente e indiscriminadamente, utilizam-se de água oxigenada e bicarbonato de sódio. Além de correrem o risco de desgastarem os dentes de forma irreversível, podem queimar as gengivas e a língua, comprometendo a saúde bucal.

Os géis clareadores que são vendidos em farmácias podem ser uma ameaça à gengiva. Por virem com uma moldeira em tamanho único, muitas vezes não encaixam-se adequadamente aos dentes do usuário, deixando com que o produto seja derramado. No interior da boca, esse produto causa irritação, algumas vezes queimando as gengivas.

Então, o que fazer?

Como vimos, o clareamento dental caseiro deve ser feito apenas após uma consulta com um profissional dentista de confiança, seguindo sempre suas recomendações e em posse de uma moldeira confeccionada em tamanho individual, respeitando a anatomia de cada estrutura bucal.

clareamento dental caseiro com moldeira profissional

Em decorrência dos perigos e desvantagens do Clareamento Caseiro Amador, somados à ineficiência do uso de determinados produtos não prescritos por um especialista, nós da Luposeli frisamos a necessidade da recomendação e do acompanhamento profissional para realização de clareamento dental ou qualquer intervenção odontológica, visando a qualidade nos resultados, a eficácia na atuação e a segurança nos procedimentos ministrados aos pacientes.

 

Comentários (1)

  1. Luposeli Odontologia - 08 Jan, 2016

    Olá, pessoal!
    Fiquem à vontade para fazer comentários sobre o que acharam do artigo e/ou para fazer perguntas!
    As respostas serão sempre enviadas via e-mail para todos vocês.
    Para agendar uma consulta ou tirar dúvidas rapidamente, ligue:
    (11) 2888-8666 / 2925-2035.
    Att.,
    Equipe Luposeli

Comente