Blog Luposeli

- Artigos

Bichectomia: a solução para rostos mais harmônicos e delicados

Ter um rosto com traços mais finos e contornos suaves é o sonho de muitas pessoas que buscam a melhor “versão” estética de si mesmas.  Além de ser um padrão de beleza apreciado em diversos países, os traços delicados são cada vez mais valorizados junto à definição das maçãs do rosto, a considerar que tais detalhes acabam promovendo uma aparência mais jovem e harmônica ao conjunto facial.

Embora a genética seja a responsável pelos rostos naturalmente finos, os avanços da medicina estética permitiram transformar os contornos faciais em quem não foi contemplado com esses traços delicados pelas vias hereditárias. Para tanto, uma das técnicas mais eficazes é a bichectomia, também conhecida como “cirurgia da bochecha”.

 

Entendendo um pouco mais sobre a “bichectomia”

bichectomiaO termo “bichectomia” é derivado de “bolas de Bichat”: concentrações gordurosas localizadas no interior das bochechas, também definidas clinicamente como “corpo adiposo bucal”. Quando essas concentrações se tornam excessivas, a gordura altera o formato do rosto, deixando os seus contornos arredondados ‒ algo que incomoda boa parte das mulheres e diversos homens. 

A bichectomia é, portanto, uma solução cirúrgica para remover o excesso das bolas de Bichat e transformar os contornos arredondados em traços mais delicados que vão conferir um aspecto mais fino (e, claro, delicado) à face.  

Tal técnica já é conhecida em âmbito científico desde 1980, mas a sua difusão no Brasil ocorreu apenas recentemente.

 

Bichectomia: processo cirúrgico

A bichectomia consiste numa cirurgia de curta duração, quase sempre realizada com uma simples anestesia local. Após a administração da anestesia, o cirurgião-dentista realizará uma incisão de 1 a 2 cm pela área interna da boca para, na sequência, iniciar uma dissecção e localizar as bolas de Bichat. Depois de encontrá-las, o cirurgião fará a ressecção do excesso de gordura e, por fim, a sutura das incisões para evitar sangramentos.

No pós-operatório, é comum que o paciente experimente um inchaço, que se mantém intenso nos três primeiros dias e, geralmente, diminui progressivamente ao longo de uma semana. É importante ressaltar que, depois da recuperação, o paciente não observará cicatrizes aparentes, já que a sutura final é realizada pela parte de dentro, assim como todo o procedimento.

 

Bichectomia: riscos cirúrgicos e seleção dos profissionais

Em sendo uma operação simples e de pequeno porte, os riscos da bichectomia são mínimos, se a técnica for realizada corretamente.

  Por isso, é imprescindível que o paciente busque referências sobre o cirurgião-dentista e a sua experiência em procedimentos estéticos.

No SPA Odontológico Luposeli, os pacientes que sonham em conquistar um rosto mais fino e uma aparência harmônica por meio da bichectomia podem contar com a expertise do Dr. Flávio Luposeli e da sua equipe de profissionais, que formam uma clínica de referência na odontologia brasileira. 

Aos pacientes que desejem saber mais informações sobre a bichectomia, o SPA Odontológico Luposeli disponibiliza um espaço exclusivo em São Paulo para recepção presencial ou, para sua maior comodidade, os canais digitais e telefônicos, disponibilizados na página de contatos deste site.

Comentários (2)

  1. Luposeli Odontologia - 27 May, 2016

    Olá, pessoal!
    Fiquem à vontade para fazer comentários sobre o que acharam do artigo e/ou para fazer perguntas!
    As respostas serão sempre enviadas via e-mail para todos vocês.
    Para agendar uma consulta ou tirar dúvidas rapidamente, ligue:
    (11) 2888-8666 / 2925-2035.
    Att.,
    Equipe Luposeli

  2. Audrey - 04 Jul, 2016

    Tem previsao para o curso de bichectomia?

Comente